Live "Ginástica Segura e Saudável", com Paulo Schmitt e Abel Neto, é destaque no Instagram da CBG

18.09.2020  |    111 visualizações

Primeira edição do Programa será veiculada neste sábado, às 17h

Da Redação, São Paulo (SP) - Já em seu terceiro ano de vida, o Programa de Ética e Integridade da CBG, que é objeto de constante aprimoramento, realiza mais uma ação neste sábado (19). A partir das 17h, o Instagram da entidade vai veicular uma live em que o Consultor Jurídico da Confederação, Paulo Schmitt, detalhará aspectos das iniciativas que visam ao combate de diversas formas de abuso, assédio e preconceito, e também ao doping e à manipulação de resultados. Será a primeira de uma série de lives em torno do tema “Ginástica Segura e Saudável”.

O mediador do programa será ninguém menos do que o jornalista Abel Neto. Filho do ponta-esquerda Abel - que brilhou no Santos depois de despontar no América do Rio, tendo passado também pelo Londrina -, convive desde sempre com o esporte. Quando garoto, acompanhava o pai, adentrando o campo da Vila Belmiro como mascote.

Ao cobrir o Peixe, Abel Neto, integrante da primeira equipe de repórteres do diário Lance!, de certa forma foi capaz de ingressar, simultaneamente, no universo de atuação de seu pai e de sua mãe, a jornalista Vera Lúcia Oscar Alves da Silva.

Depois da estreia no jornalismo impresso, Abel fez a primeira investida no telejornalismo ao ingressar na TV Tribuna, a convite de um ex-professor na Universidade Católica de Santos, que lhe deu a oportunidade de cobrir o dia a dia do Santos para o programa Globo Esporte.

Em pouco tempo o jovem jornalista chamou a atenção pela segurança e qualidade na apuração das informações, e mudou-se para a capital paulista em 2000, fixando-se na Globo.

Abel atuou na cobertura de todos os clubes grandes da capital, tendo inclusive acompanhado o caso de racismo que envolveu o zagueiro Desábato, do Quilmes, e o atacante Grafite, do São Paulo. Em paralelo, Abel começou a se destacar na função de apresentador, comandando o “Espaço Aberto Esporte”, na GloboNews.

A partir de 2012, Abel passou a substituir eventualmente Tiago Leifert na apresentação do Globo Esporte. Entre 2013 e 2018, apresentou o segmento esportivo no Bom Dia São Paulo, além de por vezes comandar o Seleção SporTV.

Em 2018, Abel Neto deixou a Globo e foi contratado pela Fox Sports, onde notabiliza-se, no momento, pelo trabalho à frente do “Tarde Redonda”.

Uma das principais autoridades do país na esfera do Direito Desportivo, Schmitt, que tem apresentado as ações do Programa de Ética e Integridade da CBG, está satisfeito com a oportunidade de poder tabelar com Abel. “A ideia é sempre atingir o maior público possível na Ginástica, e é por isso que existem ações direcionadas relevantes. Essa ação em particular, a série de lives Ginástica Segura e Saudável, é aberta, e a escolha do Abel vai ao encontro desse objetivo, o da divulgação ampla. Trata-se de um profissional de altíssimo nível, com profundo conhecimento do mundo esportivo. É uma honra participar com ele dessa ação. Temos o Abel como uma referência importante no esporte, em diversos níveis de atuação”.

Com atuação predominantemente voltada ao universo da bola, Abel revela um olhar atento e curioso direcionado aos esportes olímpicos. “Ao longo da carreira, quase sempre estive na cobertura de futebol. Mas, principalmente durante os Jogos Olímpicos, a gente ou cobre ou acompanha e torce pelos atletas brasileiros. Quantas vezes, não só eu, como tantos outros, não assistimos à Daiane dos Santos fazendo aquele movimento que ficou famoso, o duplo twist carpado? Noto com alegria que, ao longo dos anos, a Ginástica do Brasil vem melhorando, vem se desenvolvendo. A chegada dos técnicos estrangeiros também contribuiu para disseminar conhecimento. Todos esses atletas, Daniele e Diego Hypolito, Daiane, Arthur Nory, Arthur Zanetti, eles param o país quando competem em grandes competições, como Mundiais e Jogos Olímpicos. As disputas da Ginástica são espetáculos muito bonitos, na minha opinião”.

Como apreciador da Ginástica, Abel diz que se sente orgulhoso por poder participar de uma atividade inserida no combate a práticas que atacam justamente a bela imagem da modalidade. “A minha participação no Programa de Ética e Integridade da Confederação Brasileira de Ginástica para mim é uma alegria e uma honra, porque a gente sabe o grau de seriedade desses problemas que temos de enfrentar não apenas dentro do esporte, mas na nossa própria vida: o racismo, o assédio sexual, o doping. São males que assolam as modalidades esportivas. A Ginástica, ao assumir a existência deles, ao combatê-los, está ajudando o esporte brasileiro e a sociedade. São problemas que vemos dentro da nossa vida, do nosso dia a dia. Por todos esses motivos, fico muito feliz de poder participar do enfrentamento a esses problemas e de divulgar esse trabalho da CBG”.

Por sua vez, Schmitt destaca que o programa deste sábado é apenas uma das diversas ações no âmbito do Programa de Ética e Integridade levadas a cabo pela CBG desde 2018. “As lives fazem parte do contexto educacional e interativo do programa, que já está no seu terceiro ano de execução. Como são muitas as atividades em um programa complexo, com face interna e externa, temos sempre ações sendo implementadas e aprimoradas. Os manuais e as cartilhas trazem um conteúdo importante na abordagem do combate a fraudes, violência, abusos, assédios, dopping e preconceito no esporte em geral, e na Ginástica em particular. É preciso realizar ações que estimulem o acesso aos documentos e a denúncias. O conhecimento é a nossa proteção!”.

E há mais por vir. “Estamos sempre ampliando as bases do programa. Pretendemos realizar mais cursos e conferências abordando detalhadamente os diversos temas relacionados ou conexos à integridade. Estaremos repaginando e aprimorando nossos documentos e Canal de Ética, objetivando dar melhores condições a nossos colaboradores. Também pensamos em uma ação rápida para interagir melhor com nossas federações filiadas, clubes e atletas para implementação de projetos de integridade, inclusive aqueles voltados à reinserção de atletas que sofrem com inatividade nesse período de pandemia por falta de contratos ou mesmo de acesso a locais de treinamento”, antecipa Schmitt.

 

Leia também...
25.10.2020

Bruno Martini sempre teve a certeza de que um dia seria campeão mundial. Na edição desta semana do "Memória de Ouro CBG", contamos o que ele fez para provar que estava certo

21.10.2020

Fomentar o conhecimento acerca das regras das modalidades da Ginástica é objetivo permanente da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG)

21.10.2020

Vídeo de pouco mais de quatro minutos mostra que o domínio dos fundamentos do ballet é valioso até mesmo na Ginástica de Trampolim

20.10.2020

Verdadeira operária da Ginástica Rítmica, ginasta treina com foco na disputa da vaga olímpica