Diretora da Organização Nacional de Antidopagem elogia ações e estrutura da CBG

04.05.2021  |    274 visualizações

Fernanda Bini, diretora técnica da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem, diz que entidade se destaca como uma das confederações que atuam em defesa do Jogo Limpo

Da Redação (SP) - A diretora técnica da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem, Fernanda Bini, tem se reunido com representantes das confederações que regem suas respectivas modalidades no País. A ex-tenista profissional, formada em Direito, com pós-graduação em Direito Desportivo, ficou positivamente impressionada com a estrutura que a CBG construiu para o combate ao doping, que se insere nas ações que fazem parte do Programa de Ética e Integridade, prioridade absoluta na gestão da presidente Luciene Resende.

“A Confederação Brasileira de Ginástica tem estrutura excelente, uma das principais do país. As ações da CBG, inclusive, abordam de maneira ampla a dimensão e a amplitude da integridade no esporte, em que a dopagem se insere. Temas como assédio, preconceito e outros por muito tempo foram tabus e precisam ser diariamente enfrentados. Portanto, os caminhos seguidos pela CBG nos parecem promissores”.

Segundo a especialista, a CBG se destaca entre as confederações por seu empenho. “Com certeza as iniciativas da CBG, pelo que temos tido contato até o momento, se inserem no que traçamos para a educação antidopagem. A CBG tem se preocupado há tempos com essas questões, colocando-se como uma das confederações atuantes na promoção do Jogo Limpo. A atuação constante por meio de palestras faz grande diferença, bem como algumas outras exigências em termos educacionais. Além disso, o uso de ferramentas que possam constar em termos de compromisso e regulamentos são formas de se assegurar que a antidopagem está sendo vista com cuidado. E percebemos que essa é a postura da CBG, o que a faz estar alinhada com os programas e exigências existentes”.

Fernanda também deu mais detalhes sobre os novos Programa e Plano de Educação Antidopagem. “Os novos Programa e Plano de Educação desenvolvidos pela ABCD são um grande desafio e foram desenhados com a participação da comunidade esportiva e de diversos especialistas no tema. As iniciativas realizadas em termos de educação estavam um pouco dispersas e, hoje, com as reformulações das normativas internacionais, busca-se uma harmonização das ações entre os países. Isso é muito importante, mas também nos traz obrigações e mais rigor na abordagem. Dessa forma, traçamos nosso público-alvo o mais amplo possível, estruturamos nosso trabalho e estamos a cada dia realizando o que foi planejado para alcançarmos as metas estipuladas. A pandemia e a extensão territorial do Brasil são fatores que exigem de nós muito esforço e criatividade, mas temos a certeza de que as medidas antidopagem e as atividades educacionais vão causar grande impacto na sociedade em termos éticos, comportamentais e de saúde. Dessa forma, o esporte irá colher os frutos dessas novas regulamentações e estruturação interna e mundial”.

O médico Fernando Gaya Soléra, Presidente da Comissão Antidopagem da CBG, expressou satisfação com os elogios recebidos de Fernanda Bini. “Que bom que a nossa Confederação tem o reconhecimento da ABCD. É uma das confederações que estão absolutamente preparadas sob esse quesito: integridade. Devemos isso a quem? Primeiramente, à nossa presidente, Luciene Resende, à nossa diretoria e também ao (Consultor Jurídico) Paulo Schmitt. Doutor Paulo criou esse sistema de integridade dentro da CBG e, dentro desse sistema, do qual faço parte com muita honra, existem a abordagem da antidopagem e a abordagem educacional e preventiva de doping. É com muito orgulho que participamos desse grupo que busca a integridade”.

Segundo Schmitt, a parceria com a ABCD tem sido fundamental para o avanço do Programa de Integridade da CBG. “A reunião com a ABCD foi muito produtiva. Pudemos apresentar nossas ações educacionais em prol do Jogo Limpo que fazemos na Confederação, dentro do nosso Programa de Integridade. Estamos alinhando projetos em cooperação com o órgão para um maior alcance das nossas atividades. Doutora Fernanda Bini é uma referência importante para a CBG, notadamente no Direito Desportivo e na Antidopagem”.

 

 

 

 

 

Leia também...
14.06.2021

Ginastas brasileiras conseguiram cinco dos seis ouros que estavam em jogo na GR no domingo

13.06.2021

Equipe brasileira termina em primeiro lugar no quadro de medalhas, com três medalhas de ouro e uma de prata

13.06.2021

Série mista garante equipe nacional em Tóquio

12.06.2021

Série mista garante equipe nacional em Tóquio