Ginástica Rítmica do Brasil mostra que tem grande futuro no Campeonato Pan-Americano Juvenil

08.07.2022  |    231 visualizações

Conjunto se classifica em primeiro lugar na final de cinco cordas; no individual, as promissoras Isadora Oliveira e Maria Eduarda Alexandre se garantem nas finais do arco e da bola

Da Redação (SP) - Com investimento, muito trabalho e planejamento, a Ginástica Rítmica do Brasil se esforça para melhorar seus resultados nas competições-alvo, como os Jogos Olímpicos de Paris-2024 e os Mundiais adultos, sem descuidar de seu futuro. E isso ficou claro nesta sexta-feira, nas disputas do Campeonato Pan-Americano Juvenil, que tomaram a parte da manhã e algumas horas no início da tarde desta sexta-feira (8), na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca.

Entre os conjuntos, Yumi Moriyama, Fernanda Heinemann, Laura Gamboa, Lavínia Rocha e Isadora Beduschi mostraram que são dignas representantes da escola brasileira. Com uma série de cinco cordas muito dinâmica e executada com raras inconsistências, ao som de “Live and let die”, composta por Paul McCartney, a equipe sacudiu o ginásio. Com justiça, o Brasil recebeu a nota 26.300, bem à frente do México, que registrou 22.750. Tradicional rival do Brasil nas disputas da categoria adulta, no juvenil as mexicanas apresentaram uma boa série, mas foram penalizadas por alguns erros – em um deles, o aparelho acabou caindo fora da área de competição.

Lavínia não cabia em si de contentamento com a performance. “O coração fica bem feliz com esse resultado. Estamos treinando intensamente por três meses, desde março, quando foi o final da seletiva. É muito satisfatório sair da quadra e ver que todo mundo ficou satisfeito com o nosso desempenho, ver a felicidade da nossa treinadora, da nossa equipe técnica. É a maior emoção. Sem palavras para falar do público que torceu para o Brasil a série inteira. No final, todo mundo recebeu a gente calorosamente. Estamos em casa, fazendo a festa em casa e foi uma delícia”, disse a jovem ginasta.

Individual. Isadora Oliveira foi um dos destaques do Brasil nas provas classificatórias no individual juvenil. Após as apresentações de arco e bola, que somaram 53.100 para o individual geral, a ginasta demonstrou orgulho do trabalho realizado nesta sexta-feira. A brasileira terminou o dia no segundo lugar no individual geral, faltando dois aparelhos a disputar.

“Finalizei meu primeiro dia de competição, estou muito satisfeita com as minhas apresentações. Infelizmente na bola eu tive uma perda, mas amanhã é outro dia”, destacou Isadora, que se classificou em segundo lugar para a final do arco, com 27.000, e em quarto na da bola, com 26.100.

A ginasta ainda comentou sobre a emoção de competir em casa. “É uma energia incrível, estou realmente sem palavras. Não dá para explicar toda a vibração que a torcida traz, principalmente quando a gente sai satisfeita, sabendo que conseguiu fazer tudo que foi treinado. Realmente não tem explicação”, afirmou.

Além da torcida, Isadora conta com apoios especiais na arquibancada da arena. “Ter a torcida perto ajuda muito, principalmente a dos meus pais. Sempre quis que eles fossem para uma competição internacional e, como foi aqui no Brasil, deu para eles estarem presentes e eu estou muito feliz por isso”, disse ela sobre Eliane e Roberto, que vieram de Curitiba.

Outro destaque do Brasil é a promissora Maria Eduarda Alexandre, que conquisto ouro nas maças, na bola e no individual geral nos Jogos Pan-Americanos Júnior de Cáli, no ano passado, na Colômbia. No Pan, a atleta se classificou em quarto lugar tanto no arco (26.350) quanto na bola (26.550).

Outras duas brasileiras tiveram a oportunidade de competir, e teriam avançado a duas finais de aparelho, caso não houvesse o limite de duas representantes de cada país por final. Emanuelle Felberk foi a sétima melhor no arco (25.200), enquanto Keila Santos foi a sexta na bola (25.550).

O grande destaque individual foi a norte-americana Alessia Keys, que se classificou em primeiro lugar no arco (28.750) e na bola (29.400).

 

RESULTADOS – CAMPEONATO PAN-AMERICANO JUVENIL – FASE QUALIFICATÓRIA

CONJUNTOS

1º) BRASIL – 26.300

2º) México – 22.750

3º) EUA – 20.400

4º) Chile – 18.250

5º) Canadá – 17.500

 

FINALISTAS – ARCO

1º) ALESSIA KEYS – EUA – 28.750

2º) ISADORA OLIVEIRA – BRASIL – 27.000

3º) MEGAN CHU – EUA – 26.950

4º) MARIA EDUARDA ALEXANDRE – BRASIL – 26.350

5º) ANGELINA LIN – CANADÁ – 26.000

6º) CRISTA PARADA – MÉXICO – 26.000

7º) SOFIA GONZÁLEZ – MÉXICO – 24.600

8º) KARIN KAMENETSKY – CANADÁ – 24.400

 

EMANUELLE FELBERK – BRASIL – 25.200

 

FINALISTAS – BOLA

1º) ALESSIA KEYS – EUA – 29.400

2º) JAELYN CHIN – EUA – 28.800

3º) MARIA EDUARDA ALEXANDRE – BRASIL – 27.700

4º) ISADORA OLIVEIRA – BRASIL – 26.550

5º) CRISTA PARADA – MÉXICO – 25.150

6º) SOFIA BERDEJO – MÉXICO – 24.800

7º) GRACE LODOEN – CANADÁ – 24.100

8º) MARIA MALDONADO – GUATEMALA – 23.850

 

KEILA VITÓRIA – 25.550

 

PROGRAMAÇÃO 

SEXTA-FEIRA, 8 DE JULHO

15H30 – 17H30 – ADULTO – QUALIFICAÇÃO – MAÇAS E FITA – GRUPO B – INDIVIDUAL 

17h40 – 19H40 – ADULTO – QUALIFICAÇÃO – MAÇAS E FITA – GRUPO A – INDIVIDUAL

20H – 20H50 – ADULTO – QUALIFICAÇÃO – SÉRIE MISTA (BOLAS E FITAS) - CONJUNTOS

 

SÁBADO, 9 DE JULHO

9H-10H40 – ADULTO – QUALIFICAÇÃO – MAÇAS E FITA – GRUPO B – INDIVIDUAL

11H – 12H50 – ADULTO – QUALIFICAÇÃO MAÇAS E FITA – GRUPO A – INDIVIDUAL

13H20 – 14H – JÚNIOR – QUALIFICAÇÃO – 5 BOLAS – CONJUNTOS

16H30 – 17H05 – ADULTO – ARCO – FINAL - INDIVIDUAL

17H05 – 17H30 – ADULTO – BOLA – FINAL - INDIVIDUAL

17H40 – 18H20 – ADULTO – 5 ARCOS – FINAL - CONJUNTOS 

18H50 – 19H25 – ADULTO – MAÇAS – FINAL - INDIVIDUAL

19H25-20H – ADULTO – FITA – FINAL - INDIVIDUAL

20H10-20H50 – ADULTO – FINAL - SÉRIE MISTA (BOLAS E FITAS) – CONJUNTOS

 

DOMINGO, 10 DE JULHO

9H30 – 10H05 – JÚNIOR – FINAL ARCO – INDIVIDUAL

10H05-10H30 – JÚNIOR – FINAL BOLA – INDIVIDUAL

10H40-11H20 – JÚNIOR – FINAL - 5 CORDAS – CONJUNTOS

11H50-12H25 – JÚNIOR – FINAL MAÇAS – INDIVIDUAL

12H25 – 13H – JÚNIOR – FINAL FITA – INDIVIDUAL

13H10-13H50 – JÚNIOR – FINAL 5 BOLAS - CONJUNTOS

Leia também...
14.08.2022

Competição exibe talentos lapidados na base da modalidade

14.08.2022

Rebeca competiu nos quatro aparelhos pela primeira vez desde os Jogos Olímpicos; no masculino, Caio Souza conquista quatro medalhas de ouro

11.08.2022

Rebeca Andrade voltou a apresentar sua série de solo, ao som de "Baile de Favela"

10.08.2022

Rebeca Andrade, Arthur Zanetti e Arthur Nory estarão em ação na Arena de Esportes da Bahia, em Lauro de Freitas