VALE ESTE - São Paulo F.C./Barueri brilha, mas perde no tie-break para o forte Bauru

20.11.2020  |    288 visualizações

Elenco jovem e raçudo do Tricolor vendeu caro derrota para candidato ao título da Superliga

Da Redação, São Paulo (SP) - O São Paulo F.C./Barueri deixou a quadra do ginásio José Corrêa com um pontinho apenas, mas que deixa a equipe bastante orgulhosa. Com muita raça, volume de jogo e vibração, a equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães vendeu caríssimo a derrota para um dos elencos mais caros da Superliga, o Sesi Vôlei Bauru: 3 a 2, com parciais de 25-23, 20-25, 25-19, 20-25 e 11-15. Foi a primeira partida da atual edição da competição com cinco sets.

Se na partida anterior, a derrota para Osasco, por 3 a 0, as centrais Diana e Lorena haviam sido pouco acionadas, nesta sexta-feira, a levantadora Kenya colocou as duas para brilhar, e elas corresponderam. Juntas, somaram 16 pontos. Maira e Karina também se destacaram, tanto no ataque como na defesa. Com todo esse esforço coletivo, o Tricolor foi um osso duríssimo de roer para Bauru, que é um real aspirante ao título.

No primeiro set, Lorena, com belíssima atuação, manteve o São Paulo no páreo num início de jogo muito complicado. Com muitos erros (os quatro primeiros pontos de Bauru foram produtos de falhas do time da casa), o Tricolor não permitiu que o adversário desgarrasse no placar graças à bela atuação da central, tanto no bloqueio como no ataque. No total, o São Paulo cedeu 12 pontos em erros no primeiro set.

A despeito de estar muito errático, o São Paulo também teve muito volume de jogo, além de um ataque bem distribuído. Se Lorena carregou o time nas costas no começo, depois Karina, autora de seis pontos naquela parcial, e Lorrayna (quatro), fizeram Barueri tracionar. A boa entrada de Kisy, na inversão do 5-1, foi outro fator que contribuiu para o São Paulo abrir 1 a 0.

Mordido, Bauru foi à luta no segundo set. Com atacantes poderosas, a equipe do interior conseguiu controlar o placar. Já o São Paulo teve dificuldades no passe, o que impediu que o leque de jogadas de Kenya se abrisse.

O empate, no entanto, não intimidou o Tricolor, que continuou lutando no terceiro set. Movido por grandes defesas de Nyeme e das ponteiras, o São Paulo contou ainda com bolas aceleradas da hábil levantadora Kenya, que conseguia ludibriar o pesado bloqueio interiorano. No ataque, apareceu a oportunidade para Maira brilhar – a capitã contribuiu com cinco pontos, secundada por Diana e  Kisy – cada uma delas marcou três pontos. Cabe lembrar que o elevado número de erros de Bauru na parcial (oito) também foi determinante para Barueri fechar por 25 a 19.

Jogado contra as cordas, Bauru, mais experiente, limitou sua quantidade de erros no quarto set – cometeu apenas quatro. Já Barueri cedeu nove ao adversário, e essa diferença foi determinante para que o time comandado pelo treinador Rubinho levasse o jogo para o tie-break.

No set-desempate, mais uma vez Bauru soube controlar a partida. A levantadora Dani Lins teve mais facilidades para acionar suas competentes atacantes, que deram conta do recado.

Sem tempo para lamentações, o São Paulo terá que se preparar para mais uma pedreira, já na próxima segunda-feira, quando terá pela frente, novamente em casa, o Itambé/Minas, outro candidatíssimo ao título.

ELENCO

#1 Dani Terra - Líbero 1,68
#2 Diana - Meio 1,91
#4 Maira - Ponta 1,85
#5 Glayce Kelly – Ponta 1,85
#6 Nyeme - Líbero 1,75
#7 Lorrayna – Oposta 1,86
#8 Jheovana - Ponteira/Oposta 1,91
#9 Kisy - Oposta 1,89
#10 Lorena – Meio 1,90
#11 Karina – Ponta 1,79
#12 Larissa - Meio 1,88
#13 Jacke - Levantadora 1,74
#14 Kenya – Levantadora 1,85
#15 Duda – Levantadora 1,85
#16 Carol - Ponta 1,92
#18 Dani Seibt - Meio 1,88

Comissão Técnica:

Técnico – José Roberto Lages Guimarães 
Assistente Técnico – Wagner Luiz Coppini Fernandes 
Auxiliar Técnico – Alexandre Santos Gomes 
Preparador Físico – CaiqueBonafe Botelho Naipe e Eduardo Fernando Cianci Gomes
Médico: Julio Cesar Carvalho Nardelli 
Responsável Fisioterapeuta – Fernando Alves Fernandes
Fisioterapeuta – Daniel Hideki Kan 
Estatístico – Luciano Tavares Lima e Fabio Rafael Simplício

SUPERLIGA BANCO DO BRASIL 2020/21

FASE CLASSIFICATÓRIA

10/11 – Fluminense 0 x 3 São Paulo F.C./Barueri (13-25, 19-25, 23-25)

13/11 – São José dos Pinhais 1 x 3 São Paulo F.C./Barueri (14-25, 25-27, 21-25, 16-25)

17/11 – São Paulo F.C./Barueri 0 x3 Osasco São Cristóvão Saúde(22-25, 20-25, 21-25)

20/11 –São Paulo F.C./Barueri 2 x 3 SesiVôlei Bauru (23-25, 20-25, 25-19, 20-25 e 11-15)

23/11 – 21h30 – São Paulo F.C./Barueri x Itambé/Minas (SporTV)

27/11 –19h – SESC RJ/Flamengo x São Paulo F.C./Barueri (SporTV)

 

Leia também...
05.03.2021

São Paulo faz "treino de luxo" emocionante e com reviravoltas no fim da fase classificatória

04.03.2021

Equipe paranaense foi superada apenas no tie-break no primeiro turno

27.02.2021

Com grande atuação do bloqueio, responsável por 17 pontos, São Paulo deslanchou no placar

25.02.2021

Time de Zé Roberto quer evitar surpresas, depois de levar susto no primeiro turno com esse adversário