São Paulo titubeia no começo, esquenta as turbinas e reencontra a vitória

04.12.2020  |    125 visualizações

Após um início abaixo do esperado, equipe de Barueri se acerta em quadra e supera Brasília por 3 a 1

Da Redação, São Paulo (SP) - Após o final de uma sequência muito dura na tabela da Superliga, enfrentando equipes de altíssimo investimento, o Tricolor se deparou com um adversário mais acessível, o Brasília Vôlei, e não desperdiçou a chance. A equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães levou a melhor, por 3 a 1, no ginásio do Sesi Taguatinga, no Distrito Federal. As parciais foram 23-25, 25-21, 25-13 e 25-18.  Autora de 12 pontos, a capitã Maira levou o Troféu Viva Vôlei.

Brasília havia feito só três partidas na Superliga, porque boa parte de suas jogadoras contraiu o vírus da covid-19 – apenas quatro de suas atletas não se infeccionaram. Como a equipe havia feito um único treino antes da partida, entrou em quadra meio fora de ritmo, largando muitas bolas, jogando meio devagar. Já o São Paulo, que vinha de uma série de partidas contra grandes adversários, estranhamente sentiu dificuldades com esse jogo mais lento. Sem efetividade e meio disperso, acabou perdendo a primeira parcial.

Ainda irregular no segundo set, o Tricolor se valeu de uma monstruosa atuação da oposto Lorrayna, que recebeu muitas bolas – e correspondeu, anotando 11 pontos apenas nessa parcial. A partir desse ponto de equilíbrio, a equipe de Barueri passou a jogar de forma mais inteligente. Quando não conseguia armar uma grande jogada, se esforçava para ao menos devolver a bola para o adversário, dando-lhe a chance de errar.

Mais confortável em quadra no terceiro set, o São Paulo passou a jogar com maior coesão. Jacke finalmente conseguiu distribuir melhor as jogadas. Mesmo sem ser brilhante no ataque, a ponteira Karina emplacou uma sequência de sete saques bem colocados, e o São Paulo disparou: de 9 a 6 para 16 a 6. O bloqueio também subiu de produção: até Jacke, levantadora de 1,70m, conseguiu aplicar um “toco”. O resultado final do set demonstrou o grau da superioridade tricolor: 25 a 13.

Quando todos esperavam um set mais tranquilo, o São Paulo novamente caiu de produção e permitiu que o adversário abrisse 5 a 3 no quarto set. Foi a hora de Zé Roberto pedir tempo e cobrar mais atenção. As jogadoras respiraram fundo e, mais concentradas, foram aos poucos construindo a vitória. Karina (sete pontos nessa parcial) e Maira (cinco) conduziram a equipe, enquanto Lorrayna foi mais discreta. O bloqueio novamente constituiu-se peça importante do jogo de Barueri, dando origem a cinco pontos.

“Foi um jogo em que a gente começou num nível abaixo, despois de uma sequência de jogos difíceis que tivemos. Durante o jogo fomos construindo os pontos e conseguimos a vitória”, disse Maira, que destacou a importância do controle mental que as jogadoras souberam buscar. “Tivemos um pouco de nervosismo e ansiedade. Felizmente, conseguimos colocar a cabeça no lugar e voltar para o jogo”.

ELENCO

#1 Dani Terra - Líbero 1,68
#2 Diana - Meio 1,91
#4 Maira - Ponta 1,85
#5 Glayce Kelly – Ponta 1,85
#6 Nyeme - Líbero 1,75
#7 Lorrayna – Oposta 1,86
#8 Jheovana - Ponteira/Oposta 1,91
#9 Kisy - Oposta 1,89
#10 Lorena – Meio 1,90
#11 Karina – Ponta 1,79
#12 Larissa - Meio 1,88
#13 Jacke - Levantadora 1,74
#14 Kenya – Levantadora 1,85
#15 Duda – Levantadora 1,85
#16 Carol - Ponta 1,92
#18 Dani Seibt - Meio 1,88

Média de altura: 1,85

Média de idade: 21 anos

Comissão Técnica:

Técnico – José Roberto Lages Guimarães 
Assistente Técnico – Wagner Luiz Coppini Fernandes 
Auxiliar Técnico – Alexandre Santos Gomes 
Preparador Físico – Caique Bonafe Botelho Naipe e Eduardo Fernando Cianci Gomes
Médico: Julio Cesar Carvalho Nardelli 
Responsável Fisioterapeuta – Fernando Alves Fernandes
Fisioterapeuta – Daniel Hideki Kan 
Estatístico – Luciano Tavares Lima e Fabio Rafael Simplício

SUPERLIGA BANCO DO BRASIL 2020/21

FASE CLASSIFICATÓRIA

10/11 – Fluminense 0 x 3 São Paulo F.C./Barueri (13-25, 19-25, 23-25)

13/11 – São José dos Pinhais 1 x 3 São Paulo F.C./Barueri (14-25, 25-27, 21-25, 16-25)

17/11 – São Paulo F.C./Barueri 0 x3 Osasco São Cristóvão Saúde (22-25, 20-25, 21-25)

20/11 –São Paulo F.C./Barueri 2 x 3 Sesi Vôlei Bauru (23-25, 20-25, 25-19, 20-25 e 11-15)

23/11 –São Paulo F.C./Barueri 0 x 3 Itambé/Minas (15-20, 20-25, 23-25)

01/12 – 19h – São Paulo F.C./Barueri x Dentil Praia Clube (26-24, 21-25, 25-21 e 25-22)

04/12 - Brasília Vôlei 1 x 3 São Paulo F.C./Barueri (23-25, 25-21, 25-13 e 25-18)

08/12 –19h – SESC RJ/Flamengo x São Paulo F.C./Barueri (SporTV)

12/12 – 17h – São Paulo F.C./Barueri x São Caetano (Canal Vôlei Brasil – TV NSports)

 

Leia também...
05.03.2021

São Paulo faz "treino de luxo" emocionante e com reviravoltas no fim da fase classificatória

04.03.2021

Equipe paranaense foi superada apenas no tie-break no primeiro turno

27.02.2021

Com grande atuação do bloqueio, responsável por 17 pontos, São Paulo deslanchou no placar

25.02.2021

Time de Zé Roberto quer evitar surpresas, depois de levar susto no primeiro turno com esse adversário