Com bela atuação de trio que vem do banco, São Paulo vira jogo praticamente perdido

23.12.2020  |    162 visualizações

Jornada inspirada de Glayce Kelly, Kisy e Kenya, com participação especial de Dani Terra, mostra que qualidade do elenco do Tricolor é muito boa

Da Redação, São Paulo (SP) - O São Paulo F.C./Barueri comprovou que, mais do que um time, tem um elenco qualificado e cheio de garra para correr atrás de seus objetivos na Superliga Feminina de vôlei. Nesta quarta-feira (23), pela 11ª e última rodada do primeiro turno, a equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães conseguiu virar um jogo que parecia perdido para o Curitiba Vôlei, que é concorrente direto pelas colocações intermediárias da tabela. As parciais foram 21-25, 26-24, 22-25, 25-22 e 15-5.

Com esse resultado, o Tricolor fechou sua participação na sexta colocação, com seis vitórias (duas por 3 a 2) e cinco derrotas (uma por 3 a 2) e 17 pontos.

Assim como na 10ª rodada, quando bateu o Pinheiros no tie-break, o São Paulo fez um mau primeiro set e foi batido com justiça pela equipe paranaense. A dificuldade mais persistente da equipe, que é concluir os contra-ataques, se evidenciou com intensidade. Depois de um início equilibrado, o jogo do Tricolor desandou. Para se ter uma ideia, o time paulista cedeu oito pontos ao adversário em erros, enquanto a equipe visitante contribuiu com apenas três.

O segundo set começou novamente equilibrado, e com momentos emocionantes, como os dois pontos seguidos de bloqueio da levantadora Jacke, que mede apenas 1,70m. No decorrer da partida, no entanto, o time paranaense mostrou aproveitamento bem superior nos contra-ataques, valendo-se da categoria e da maior experiência de suas jogadoras.

A vaca parecia prestes a ir para o brejo, e em ritmo acelerado, quando o Curitiba abriu 18 a 11. Depois de muito esbravejar, cobrando uma reação, Zé Roberto sacou a levantadora Jacke, a ponteira Karina e a oposto Lorrayna, colocando em seus lugares Kenya, Glayce Kelly e Kisy, respectivamente.

Kisy deu início à reação com um ace. Mas quem mais sobressaiu, entre as bravas suplentes que entraram, foi Glayce. Acertando uma diagonal dificílima, ela marcou um ponto que acendeu definitivamente o estopim da reação: 14 a 18. Na sequência, a levantadora Kenya fez um belo bloqueio: 15 a 18.

No decorrer do set, o Curitiba chegou a abrir 21 a 18. Na sequência, porém, foi a hora de a equipe visitante errar, duas vezes: 21 a 20. Depois de dois aces de Kenya, o São Paulo abriu 23 a 21. No finalzinho, com um par de ataques certeiros de Glayce, Barueri conseguiu fechar em 26 a 24.

A despeito de toda essa garra, Curitiba parecia mais equilibrado e homogêneo em quadra. No terceiro set, com belas atuações de Milena, Ivna e Pietra, o time paranaense, que mapeou as jogadas daquele adversário bem modificado, novamente se impôs: 25 a 22.

No quarto set, Curitiba pareceu se aproximar inevitavelmente da vitória, ao abrir 21 a 19. Foi então que entrou Dani Terra, a mais experiente jogadora do Tricolor, com 26 anos. Habituada a entrar para sacar (sem errar), e fazer fundo de quadra, ela conseguiu um ace que, somado a um erro do adversário no ponto anterior, igualou o placar: 21 a 21.

Na sequência, depois de sacar bem novamente, Dani Terra fez duas defesas inacreditáveis, e o ataque potente de Kisy botou o Tricolor à frente: 22 a 21. Depois de dois erros de Ivna e um outro belo ataque da oposto canhota reserva, o São Paulo fechou em 25 a 22.

Renascido, o São Paulo voltou taticamente muito bem ajustado. Sacando impecavelmente (com direito a um ace de Maira), o Tricolor abriu 5 a 1, colocando pressão para o lado do adversário. Na sequência, com atuação segura de Lorena, Kisy, Maira e Glayce no ataque, o time de Zé Roberto fechou em 15 a 5, com plena justiça: um resultado que empolga a equipe, projetando um returno ainda melhor.

“A gente lutou muito pelo jogo. Quando jogamos como um time, conseguimos sobressair. É muito bom terminar o primeiro turno com vitória sobre um adversário direto”, disse Glayce, que marcou 16 pontos e levou o Troféu Viva Vôlei. Outra que entrou no segundo set, Kisy foi a maior pontuadora (19). Maira também se destacou, com 15. “Tenho trabalhado muito para poder aproveitar as oportunidades”, acrescentou Glayce.

ELENCO

#1 Dani Terra - Líbero 1,68
#2 Diana - Meio 1,91
#4 Maira - Ponta 1,85
#5 Glayce Kelly – Ponta 1,85
#6 Nyeme - Líbero 1,75
#7 Lorrayna – Oposta 1,86
#8 Jheovana - Ponteira/Oposta 1,91
#9 Kisy - Oposta 1,89
#10 Lorena – Meio 1,90
#11 Karina – Ponta 1,79
#12 Larissa - Meio 1,88
#13 Jacke - Levantadora 1,74
#14 Kenya – Levantadora 1,85
#15 Duda – Levantadora 1,85
#16 Carol - Ponta 1,92
#18 Dani Seibt - Meio 1,88

Média de altura: 1,85

Média de idade: 21 anos

Comissão Técnica:

Técnico – José Roberto Lages Guimarães 
Assistente Técnico – Wagner Luiz Coppini Fernandes 
Auxiliar Técnico – Alexandre Santos Gomes 
Preparador Físico – Caique Bonafe Botelho Naipe e Eduardo Fernando Cianci Gomes
Médico: Julio Cesar Carvalho Nardelli 
Responsável Fisioterapeuta – Fernando Alves Fernandes
Fisioterapeuta – Daniel Hideki Kan 
Estatístico – Luciano Tavares Lima e Fabio Rafael Simplício

SUPERLIGA BANCO DO BRASIL 2020/21

FASE CLASSIFICATÓRIA

10/11 – Fluminense 0 x 3 São Paulo F.C./Barueri (13-25, 19-25 e 23-25)

13/11 – São José dos Pinhais 1 x 3 São Paulo F.C./Barueri (14-25, 25-27, 21-25 e 16-25)

17/11 – São Paulo F.C./Barueri 0 x3 Osasco São Cristóvão Saúde (22-25, 20-25 e 21-25)

20/11 –São Paulo F.C./Barueri 2 x 3 Sesi Vôlei Bauru (23-25, 20-25, 25-19, 20-25 e 11-15)

23/11 –São Paulo F.C./Barueri 0 x 3 Itambé/Minas (15-20, 20-25 e 23-25)

01/12 – São Paulo F.C./Barueri x Dentil Praia Clube (26-24, 21-25, 25-21 e 25-22)

04/12 - Brasília Vôlei 1 x 3 São Paulo F.C./Barueri (23-25, 25-21, 25-13 e 25-18)

08/12 - SESC RJ/Flamengo x São Paulo F.C./Barueri (25-14, 26-24 e 25-17)

12/12 – São Paulo F.C./Barueri 3 x 0 São Caetano (25-11, 25-14 e 25-12)

18/12 – 20h – Esporte Clube Pinheiros 2 x 3 São Paulo F.C./Barueri (25-21, 25-20, 17-25, 22-25 e 8-15)

23/12 – 17h – São Paulo F.C./Barueri x Curitiba Vôlei (21-25, 26-24, 22-25, 25-22 e 15-5).

12/01 – 19h – São Paulo F.C./Barueri x São José dos Pinhais (Canal Vôlei Brasil – TV NSports)

 

  

 

 

 

Leia também...
05.03.2021

São Paulo faz "treino de luxo" emocionante e com reviravoltas no fim da fase classificatória

04.03.2021

Equipe paranaense foi superada apenas no tie-break no primeiro turno

27.02.2021

Com grande atuação do bloqueio, responsável por 17 pontos, São Paulo deslanchou no placar

25.02.2021

Time de Zé Roberto quer evitar surpresas, depois de levar susto no primeiro turno com esse adversário