Lucas Barbosa fatura o bronze e mostra a força do Brasil na Ginástica Aeróbica

29.05.2021  |    299 visualizações

Desde 2010, quando Marcela Lopez foi campeã mundial, o País não subia ao pódio

Da Redação (SP) - Depois de 11 anos, o Brasil volta a subir ao pódio no Mundial de Ginástica Aeróbica. O feito foi alcançado por Lucas Barbosa, que registrou a nota 22.150 na final individual masculina e assegurou a medalha de bronze. O espanhol Miquel Mane (22.350) ficou com o ouro, seguido pelo russo Roman Semenov, vice-campeão (22.200).

Desde 2010, quando Marcela Lopez se sagrou campeã no Mundial de Rodez, na França, o Brasil não conseguia uma medalha.

Na véspera, Lucas havia se classificado em terceiro lugar, com a nota 21.750, e se disse confiante em suas chances de conseguir uma medalha, porque havia elementos a melhorar em sua execução. Neste sábado (29), o brasileiro, que foi o primeiro a pisar no tablado, de fato teve uma performance ainda melhor e conseguiu encerrar o jejum do Brasil.

Após a classificação para a final, na sexta-feira, Lucas já sentia a importância de sua missão. “Eu me sinto com uma responsabilidade tremenda, mas vou buscar o melhor. Com muita fé em Deus, vai dar tudo certo”, diz o ginasta, que atribui ao bom trabalho executado de maneira remota e coordenado pela CBG, durante o período de isolamento, o começo da construção da conquista.

Na disputa das duplas mistas, Lucas e Rebeca Silva, com uma bela apresentação, conseguiram a quinta colocação (21.800), atrás das duplas da Itália, Hungria, Rússia e Bulgária.

 

Leia também...
02.08.2021

Arthur Zanetti e Caio Souza terminaram em oitavo lugar nas argolas e no salto, respectivamente

02.08.2021

Arthur Zanetti e Caio Souza terminaram em oitavo lugar nas argolas e no salto, respectivamente

28.07.2021

Caio Souza obteve a 17ª colocação, e o jovem Diogo Soares foi o 20º

28.07.2021

Evolução constante de Caio e desenvolvimento de Diogo são destacados pela comissão técnica do Brasil.