Campeonato Ilona Peuker dá atestado de excelência da GR do Brasil

01.12.2021  |    210 visualizações

Evento de alto nível técnico, realizado com ótimas condições, mostra a potência da modalidade no País

Da Redação (SP) - Técnica desenvolvida, muita graça e coreografias de ótimo nível. Essa foi a tônica da mais recente edição do Campeonato Brasileiro Loterias Caixa de Ginástica Rítmica Ilona Peuker, realizado de quinta-feira a sábado da última semana, em Florianópolis.

Na apreciação de Leonardo Palitot, árbitro internacional e Coordenador Técnico de Ginástica Rítmica da Confederação Brasileira de Ginástica, o evento foi um grande sucesso. “O Brasil está em constante evolução nos conjuntos de Ginástica Rítmica. O trabalho desenvolvido pelas equipes é muito válido e consistente. Temos coreografias bonitas, músicas bem escolhidas, novas ginastas despontando, ginastas experientes muito competitivas, incluindo atletas olímpicas. De maneira uniforme, tivemos excelente nível em todas as categorias, da Pré-Infantil até o Adulto”.

Se o nível técnico foi bem avaliado, as condições para que ele aparecesse estavam excelentes, ainda segundo a ótica de Palitot. “A estrutura mais uma vez esteve irrepreensível. A CBG vem se aprimorando muito na organização de competições, entregando eventos cada vez melhores. A Federação de Ginástica de Santa Catarina foi uma anfitriã de primeira também. Tivemos um ótimo ginásio, com instalações adequadas para treinamento e competições. O sistema de apuração implantado pela CBG é de alto nível. Em resumo, tivemos todas as condições propícias para a realização de um grande evento”.

Palitot conclui seu balanço constatando que o Brasil vem dando passos consistentes com o de um país que de fato abraça a GR. “O nível de um campeonato como o Ilona Peuker é a consequência do êxito que o nosso País tem alcançado no cenário internacional. E ainda destaco a presença das duplas e dos trios, formatos introduzidos este ano e que vêm sendo muito benéficos para a modalidade. Com o advento deles, clubes que perderam ginastas durante a pandemia puderam enviar suas duplas ou trios, o que aumentou a participação na competição”.

 

Leia também...
21.12.2021

Morinari Watanabe diz que Brasil colhe resultados porque presidente da CBG tem a coragem de pensar de forma diferente

17.12.2021

Paulo Schmitt e Fernando Silva Júnior transmitiram valiosos conhecimentos para a comunidade gímnica

16.12.2021

Treinadores de seis países do continente se reúnem com experts chancelados pela Federação Internacional de Ginástica

10.12.2021

Francisco Porath Neto, Marcos Goto e Camila Ferezin, treinadores que são referência para o esporte, bateram um papo de alto nível em encontro promovido pela CCE da CBG