Júlia Soares conquista o ouro logo em sua primeira etapa de Copa do Mundo

03.04.2022  |    441 visualizações

Brasileira de apenas 16 anos é campeã no solo e cria boas expectativas para o Pan

Da Redação (SP) - Júlia Soares surpreendeu muita gente ao conquistar a medalha de ouro no solo na etapa de Baku da Copa do Mundo de Ginástica Artística, mas não a sua treinadora na Seleção Brasileira e no Cegin, Iryna Ilyashenko.

A jovem de apenas 16 anos tirou a nota 13,433 e subiu ao degrau mais alto do pódio logo em sua primeira competição como adulta.

“A Júlia entrou no tablado já sabendo que poderia ser campeã. Ela se aqueceu bem e, assim que começou sua série, foi para ganhar, com confiança. Fez um solo superbom, acrobático, e se encheu de motivação para o restante da temporada. Teremos o Campeonato Pan-Americano, o Mundial, e ela mostrou do que é capaz”, afirmou Iryna.

A treinadora, que já apontava chances de medalha de Júlia e Carolina Pedro em três aparelhos (trave, solo e paralelas assimétricas), depositava esperanças significativas a respeito do desempenho de Júlia na trave. “Eu esperava muito dela na trave e no solo. Mas esperança é uma coisa, e realidade é outra, né? Na trave, se conseguisse fazer a série do jeito que ela sabe, brigaria por medalha sim. Mas esse aparelho, como sabemos, é um capítulo à parte. O sistema nervoso tem que estar funcionando perfeitamente. Como era a primeira competição grande da carreira dela, ela sentiu, cometeu um erro e não conseguiu se classificar para a final”.

Iryna relativiza o peso da conquista. Embora seja bem verdade que algumas das favoritas não participaram, a treinadora destaca que o nível da disputa era alto. “Na verdade, todas as principais favoritas participam juntas apenas dos Jogos Olímpicos e do Mundial. Em Baku, tivemos uma etapa de Copa do Mundo com nível muito alto, com excelentes ginastas da França, da Alemanha, da Holanda e da Ucrânia, por exemplo. Não foi nada fácil. E cabe lembrar que a Júlia ganhou com bastante vantagem sobre a segunda colocada”.

Etapa de Baku – Copa do Mundo de Ginástica Artística por Aparelhos

1ª) Júlia Soares – BRASIL - (ouro) – 13.433

2ª) Dorina Boeczoego – Hungria (prata) – 13.166

3ª) Dildora Aripova – Uzbequistão (bronze) – 12.866

 

 

 

Leia também...
14.08.2022

Competição exibe talentos lapidados na base da modalidade

14.08.2022

Rebeca competiu nos quatro aparelhos pela primeira vez desde os Jogos Olímpicos; no masculino, Caio Souza conquista quatro medalhas de ouro

11.08.2022

Rebeca Andrade voltou a apresentar sua série de solo, ao som de "Baile de Favela"

10.08.2022

Rebeca Andrade, Arthur Zanetti e Arthur Nory estarão em ação na Arena de Esportes da Bahia, em Lauro de Freitas