Disputas de alto nível projetam finais emocionantes no Troféu Brasil

20.05.2022  |    281 visualizações

Exibições de Rebeca Andrade e Flavia Saraiva na trave foram as mais marcantes numa manhã de muita técnica em Porto Alegre

Da Redação (SP) - O ginásio da Sogipa viveu mais um dia de fortes emoções no Troféu Brasil Loterias Caixa de Ginástica Artística. No encerramento da fase de classificação dos aparelhos, o destaque recaiu sobre a disputa na trave de equilíbrio, que reuniu grandes estrelas do esporte, como Rebeca Andrade, Flavia Saraiva e Jade Barbosa, todas do Flamengo. Rebeca, finalista nesse aparelho (6ª) no Mundial de Kitakyushu, classificou-se na primeira colocação, com a nota 14.367. Mostrando sua habitual frieza em competições, a campeã olímpica não fez todas as conexões, priorizando a consistência na série. Ao final, ela mostrou uma saída inédita, com rodante flic e duplo mortal carpado.

Flavia Saraiva, quinta colocada no aparelho na Rio 2016 e sétima em Tóquio, também apresentou uma série muito competitiva e recebeu uma nota muito próxima de sua colega no clube da Gávea – 14.167, o que desde já projeta uma final emocionante e de alto nível técnico.

No solo, a jovem e promissora ginasta paraense Andreza de Lima conseguiu a primeira colocação, com a nota 13.000. A atleta do Grêmio Náutico União, de apenas 15 anos de idade, vem de destacadas campanhas nos Jogos Sul-Americanos da Juventude, em Rosário, e nos Jogos Pan-Americanos Júnior de Cáli.

Nas disputas do masculino, chamou a atenção a prova das paralelas. Finalista no aparelho no Mundial de 2021, Caio Souza, do Minas Tênis Clube, fez uma apresentação bastante consistente e obteve a nota 14.350. Francisco Barretto (Pinheiros), reconhecido como o melhor atleta dos Jogos Pan-Americanos de Lima, em 2019, também conseguiu bom desempenho e somou 13.500. Na terceira colocação ficou outro ginasta com currículo expressivo em nível internacional, Arthur Nory, também do Pinheiros (13.300).

João Vieira fez novamente a festa da torcida local, do Sogipa. Se na véspera o ginasta do clube gaúcho havia se classificado na primeira colocação no solo, nesta sexta-feira ele repetiu o feito, ao alcançar a melhor média no salto (14.425). Arthur Zanetti (SERC), que estava cotado para a final, teve a nota prejudicada por não ter conseguido finalizar o primeiro salto em pé. Entre os clubes que conseguiram emplacar finalistas, destaque para o Brasil Futebol Clube, centenária agremiação de Santos. Seu representante, Rodrigo Santos, conseguiu a sétima colocação (13.475).

Na barra fixa, mais uma disputa notável. O incansável Caio Souza, que se inscreveu em todos os aparelhos, classificou-se em primeiro lugar (14.550). Campeão mundial nesse aparelho em 2019, Arthur Nory conseguiu a segunda melhor nota (14.300). Outro ginasta muito competitivo, o promissor Diogo Soares (13.450), mostrou que é candidatíssimo a um lugar no pódio desse aparelho, ao obter a terceira posição.

As finais começam neste sábado (21), a partir das 10h. A programação apresenta solo (masculino), salto (feminino), cavalo, paralelas assimétricas e argolas.

 

LINK PARA OS RESULTADOS DAS CLASSIFICATÓRIAS:

 https://www.cbginastica.com.br/resultado-trofeu-brasil-ga

 

Leia também...
28.06.2022

Primeiro dos três eventos organizados pela CBG no Parque Olímpico recebeu elogios dos atletas e cumpriu objetivo esportivo

27.06.2022

Acompanhe ao vivo no Canal Olímpico do Brasil

27.06.2022

Nesta segunda-feira rolaram as classificatórias do trampolim sincronizado e do duplo-mini-trampolim

27.06.2022

No masculino, Lucas Junio Tobias e Gabriel Miranda também alcançam a final