Brasil conquista com sobra a vaga para o Mundial no feminino

16.07.2022  |    385 visualizações

Ginastas brasileiras conseguiram três medalhas de ouro e duas de prata nas disputas individuais

Da Redação (SP) - A Seleção Brasileira de Ginástica Artística Feminina alcançou seu grande objetivo no Campeonato Pan-Americano, disputado na Arena Carioca 1 do Parque Olímpico da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro: a classificação para o Mundial de Liverpool, no final de outubro. Havia cinco vagas em jogo, e a equipe brasileira se classificou em primeiro lugar, à frente de Estados Unidos, Canadá, Argentina e México.

O Brasil conseguiu a primeira colocação, com 1,5 ponto à frente dos Estados Unidos, graças ao desempenho na trave, que foi excelente. Nesse aparelho, considerado o mais desafiador da Ginástica Artística Feminina, o Brasil teve os três melhores desempenhos individuais, com Flávia Saraiva, Rebeca Andrade e Julia Soares. Como apenas duas atletas de um mesmo país podem disputar uma final ou subir ao pódio, Julia não ficou com a medalha de bronze. 

Flavinha, que passou por uma cirurgia no pé direito, em agosto do ano passado, celebrou a retomada de sua vitoriosa carreira. “Estou muito feliz. Quero agradecer a toda a comissão técnica e a todas as meninas porque foi muito difícil conseguir voltar da cirurgia. Eles viram todas as minhas dificuldades todos os dias dentro do ginásio e estou muito feliz por estar competindo novamente, estar com elas. Isso é muito importante não só para mim, como para toda a equipe. Estamos muito animadas para a final de domingo e só tenho a agradecer”, disse a ginasta, referindo-se à final por equipes, que começa às 10h.

A ginasta conquistou a medalha de ouro no individual geral. “É a primeira vez que ganho uma medalha de ouro num Pan-Americano”, disse a ginasta carioca, que soube no momento da entrevista de sua vitória. 

Flavia foi ainda campeã panamericana na trave, fazendo dobradinha com Rebeca Andrade, que conquistou a prata.

Nas paralelas assimétricas, Rebeca Andrade, que foi vice-campeã mundial no aparelho no Mundial de Kitakyushu, no Japão, no ano passado, foi campeã-panamericana, ficando muito perto dos 15 pontos (14.967). Ela conseguiu uma boa vantagem sobre a vice-campeã, a norte-americana Zoe Miller (14.133). 

A campeã mundial e olímpica fez questão de dividir sua alegria com os torcedores. “É muito bom ter a torcida aqui com a gente, eles passam muito carinho e a gente vê tudo o que significa para eles. Foi um orgulho enorme poder representar mais uma vez o meu país e integrar essa equipe com essas meninas fortes e guerreiras. Temos meninas novas chegando agora, junto a atletas mais experientes, fazendo essa troca e já sentindo tudo o que acontece em uma competição”, ressaltou Rebeca.

 

RESULTADOS – CAMPEONATO PAN-AMERICANO DE GINÁSTICA ARTÍSTICA FEMININA ADULTO

COMPETIÇÃO POR EQUIPES – CLASSIFICATÓRIA

  1. BRASIL – 161.967
  2. EUA – 160.466
  3. Canadá – 157.566
  4. Argentina – 149.932
  5. México – 149.799
  6. Colômbia – 143.465
  7. Chile – 142.468
  8. Jamaica – 135.368

Equipes classificadas de 1º a 5º lugar obtiveram vagas para o Mundial de Liverpool

 

INDIVIDUAL GERAL

1º) Flávia Saraiva – BRASIL - 55.399

2º) Lexi Kay Zeiss  - EUA – 54.199

3º) Skye Blakely – EUA – 52.933

 

SALTO

1º) Karla Boyd – Panamá – 13.333

2º) Natalia Cárdenas – México – 13.300

3º) Ahtziri Pérez – México – 13.266

7º) Christal Bezerra – BRASIL – 12.666

 

PARALELAS ASSIMÉTRICAS

1º) Rebeca Andrade – BRASIL – 14.967

2º) Zoe Miller – EUA – 14.133

3º) Sydney Turner – Canadá – 13.967

9º) Flávia Saraiva – BRASIL – 13.533

34º) Carolyne Pedro – BRASIL – 11.467

36º) Julia Soares – BRASIL – 11.200

 

TRAVE

1º) Flávia Saraiva – BRASIL – 14.433

2º) Rebeca Andrade – BRASIL – 14.067

3º) Lexi Zeiss – EUA – 13.400

4º) Julia Soares – BRASIL – 13.667

21º) Carolyne Pedro – BRASIL – 11.667

 

SOLO

1º) Kayla Dicello – EUA – 13.467

2º) Flávia Saraiva – BRASIL – 13.333

3º) Skye Blakely – EUA – 13.267

9º) Julia Soares – BRASIL – 12.533

13º) Carolyne Pedro – BRASIL – 12.200

14º) Christal Bezerra – BRASIL – 12.033

 

 

Leia também...
14.08.2022

Competição exibe talentos lapidados na base da modalidade

14.08.2022

Rebeca competiu nos quatro aparelhos pela primeira vez desde os Jogos Olímpicos; no masculino, Caio Souza conquista quatro medalhas de ouro

11.08.2022

Rebeca Andrade voltou a apresentar sua série de solo, ao som de "Baile de Favela"

10.08.2022

Rebeca Andrade, Arthur Zanetti e Arthur Nory estarão em ação na Arena de Esportes da Bahia, em Lauro de Freitas