Rayan Castro e Camilla Gomes se destacam na fase de classificação do Trampolim

11.06.2021  |    239 visualizações

Brasileiro, que exibiu uma série mais conservadora, avançou em segundo lugar para a final

Da Redação (SP) - O Brasil se saiu muito bem na etapa de classificação do trampolim individual do Campeonato Pan-Americano de Ginástica, disputado na Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro. Na disputa feminina, as três primeiras colocadas foram brasileiras: Camilla Gomes (97.625), Ingrid Simão (97.560) e Alice Hellen (96.467). A argentina Lucila Aylin conseguiu o quarto melhor somatório (94.305), seguida por outra brasileira, Luara Reis Silva.

Camilla, semifinalista do Mundial de 2019, foi a melhor na série obrigatória, com 46.750 pontos. Na série livre, Ingrid, com excelente apresentação, conseguiu o melhor resultado entre as brasileiras – 52.035.

Como há um limite de duas representantes por país, apenas Camila e Ingrid vão para a disputa de medalhas, que ocorre no domingo. Classificaram-se também duas representantes da Argentina e duas outras do México.

No individual masculino, em que há possibilidade de conquista de uma vaga olímpica, a depender de uma decisão da Federação Internacional de Ginástica (FIG), o brasileiro Rayan Dutra foi o segundo melhor na classificação, com a soma 105.800. O norte-americano Jeffrey Gluckstein, um dos favoritos ao ouro, classificou-se em primeiro lugar, com 106.025.

O colombiano Ángel Recalde, com 105.800, que também está no bloco dos candidatos à vitória na final, foi o terceiro melhor na fase classificatória – por sentir dores no joelho, optou por fazer uma série mais conservadora.

O outro representante dos EUA na final será Cody Gesuelli (105.445). Rafael Andrade, que foi convidado para participar dos Jogos Olímpicos do Rio, como membro do País-sede, avançou com 102.080.

A final contará também com a participação dos argentinos Federico Cury (102.985) e Santiago Ferrari (98.625) e do colombiano Julian Gomes (99.040).

Rayan, apontado como ginasta muito promissor e talentoso, também preferiu correr menos riscos na qualificatória, tirando elementos de dificuldade de sua série. Mesmo assim, conseguiu boa nota graças à boa execução, com movimentos plásticos.

O ginasta mineiro foi o melhor na série obrigatória, com 51.100 pontos.

Finalistas – Trampolim Individual feminino

1º) Camilla Gomes (BRA) 97.625

2º) Ingrid Maior (BRA) 97.560

- Alice Hellen (BRA) 96.467

3º) Lucila Aylin (ARG) 94.305

- Luara Rezende (BRA) 93.020

4º) Aylin Cobos (MEX) 90.720

5º) Florencia Braun (ARG) 86.780

6º) Melissa Flores (MEX) 76.265

 

Finalistas – Trampolim Individual masculino

1º) Jeffrey Gluckstein (EUA) 107.415

2º) Rayan Castro (BRA) 106.025

3º) Ángel Recalde (COL) 105.800

4º) Cody Gesueli (EUA) 105.445

- Rubén Padilla (EUA) 103.415

5º) Federico Cury (ARG) 102.985

6º) Rafael Andrade (BRA) 102.080

7º) Julian Fonseca (COL) 99.040

8º) Santiago Ferrari (ARG) 98.265

- Cauã Rodrigues (BRA) 62.800

- Vinicius Celestino (BRA) 57.330

 

Leia também...
02.08.2021

Arthur Zanetti e Caio Souza terminaram em oitavo lugar nas argolas e no salto, respectivamente

02.08.2021

Arthur Zanetti e Caio Souza terminaram em oitavo lugar nas argolas e no salto, respectivamente

28.07.2021

Caio Souza obteve a 17ª colocação, e o jovem Diogo Soares foi o 20º

28.07.2021

Evolução constante de Caio e desenvolvimento de Diogo são destacados pela comissão técnica do Brasil.