Campeonato Brasileiro Loterias Caixa e Torneio Nacional celebram grande momento da aeróbica

16.09.2021  |    314 visualizações

Em alto astral graças à conquista de Lucas Barbosa no Mundial de Baku, comunidade desfruta de eventos de nível elevado

Da Redação (SP) - Embalada pela grande conquista de Lucas Barbosa no Mundial de Baku, em maio, a Ginástica Aeróbica do País vai se reunir no Campeonato Brasileiro Loterias Caixa e no XV Torneio Nacional de Ginástica Aeróbica, no ginásio Constâncio Vieira, em Aracaju, a partir desta sexta-feira (17). Os eventos, que terão transmissão ao vivo pelo canal da CBG no YouTube, vão reunir um total de 21 clubes e de 99 ginastas.

“Trata-se de recordes, o que mostra a grande fase do nosso esporte”, diz Kátia Lemos, Coordenadora Técnica de Ginástica Aeróbica da CBG. “Temos muitos clubes novos que se inscreveram, e todas as regiões do País, estão representadas, exceto o Centro-Oeste”.

Kátia, que chegou na terça-feira a Aracaju, se disse impressionada com a organização do evento. “O campeonato apresenta um padrão de evento internacional de nível A. Estou acostumada a participar de competições de grande esporte no exterior e posso afirmar isso com segurança. Quando os ginastas entrarem na área de competição, vão se emocionar”.

Lucas Barbosa também elogiou a estrutura que encontrou. “Temos aqui um palco muito bonito para a exibição dos maiores talentos da nossa Ginástica Aeróbica. O Campeonato Brasileiro é sempre um evento muito importante, que tem bastante peso para nós. Este ano, o número de ginastas inscritos é bastante bom, mais uma prova de que a Aeróbica está em pleno crescimento no País”.

Barbosa, que defende a equipe da Universidade Federal de Minas Gerais, deu fim, em maio, a um jejum de conquistas do Brasil em Mundiais que já durava 11 anos, na edição realizada em Baku, no Azerbaijão – ele obteve a medalha de bronze.

“Sem dúvida alguma, é uma conquista de peso. No exterior, a galera já olha para o Brasil com novos olhos. Estão percebendo que nosso País está de novo fazendo acontecer na Aeróbica. Espero que minha medalha inspire jovens atletas a correr atrás, e que acreditem que é possível”.

 

Leia também...
19.10.2021

Brasileira assume condição de protagonista no Mundial ao se classificar em primeiro no salto e paralelas

17.10.2021

Rebeca Andrade, Caio Souza e Arthur Nory entram em ação a partir de segunda-feira à noite (pelo horário de Brasília), no Mundial de Kitakyushu

15.10.2021

Com foco no planejamento que visa a Paris-2024, equipe multidisciplinar, em conjunto com ginasta, a coloca na disputa do salto, paralelas e trave

14.10.2021

Grupo comandado por Camila Ferezin trabalhou séries mais difíceis e foca na melhora da execução