Marilson Gomes dos Santos irá puxar pelotão de colaboradores da Prevent/NewOn na São Silvestre

28.12.2021  |    496 visualizações

Tricampeão da prova vai correr ao lado de atletas de outras modalidades, médicos e colaboradores da patrocinadora do evento

Da Redação (SP) - Depois de tantas glórias e conquistas como fundista, Marilson Gomes dos Santos terá uma nova função neste fim de ano. Três vezes campeão na Corrida de São Silvestre, a mais tradicional do país, Marilson estará novamente na prova em 2021, porém, dessa vez, não como competidor e, sim, líder de um pelotão de 10 pessoas entre atletas de outras modalidades, colaboradores e médicos da Prevent/NewOn, patrocinadora do evento.

Marilson está entusiasmado com a experiência de voltar a uma edição da São Silvestre, que acontece tradicionalmente em São Paulo (SP), onde foi campeão em 2003, 2005 e 2010.

“Para mim vai ser uma grande honra participar com o pessoal da Prevent Senior. Na verdade, eu não imaginava correr a São Silvestre novamente e, por esse motivo, vai ser muito bacana porque vou correr com pessoas que também entendem muito de esporte, como os médicos da NewOn e Prevent Senior. Essa é uma turma que nos ajuda muito em termos de evolução, tanto aos atletas profissionais, como os amadores”, disse Marilson.

O ex-fundista ainda falou sobre a proximidade com a equipe que irá compor esse pelotão organizado pela NewOn. “É muito legal retribuir isso juntamente com essa galera e tenho certeza que vai ser muito bom também correr uma São Silvestre agora de uma forma diferente do que eu estava acostumado, daquele compromisso de brigar por vitória. Agora é curtir um pouco mais a prova, aproveitando bastante e torcer para que todos façam uma boa prova, aproveitem esse momento da competição e saiam felizes com a São Silvestre”, desejou Marilson.

O ginasta Leonardo Souza, que é um apaixonado por corrida de rua, está contando os dias para a prova. “Sempre gostei muito de correr, mas como nosso treino na Ginástica é muito intenso nunca tive a oportunidade de realmente fazer um treino longo. Quando veio a pandemia e fecharam todos os ginásios, e a única atividade permitida de vez em quando era ao ar livre, comecei a correr na rua”, contou Leonardo.

O atleta está preparado, mas sabe que deve enfrentar dificuldades. “A São Silvestre é um evento que o Brasil inteiro para no último dia do ano para ver os maiores corredores do mundo e a galera que faz toda aquela festa. Nessa preparação comecei a correr na rua há umas duas, três semanas, conversei com o meu preparador físico e o treinador, já que é uma modalidade completamente diferente. Estamos fazendo um trabalho intenso para eu conseguir correr bem essa prova”, afirmou o ginasta.

Leonardo está confiante em um bom desempenho, especialmente por ter um ícone da corrida ao seu lado. “Depois que eu descobri que o Marilson ia puxar o nosso pelotão foi um incentivo maior. Ele é um multicampeão e estar ali ao nosso lado com certeza vai dar um gás a mais para a gente conseguir completar bem a prova”, disse Leonardo, que acredita que os aprendizados com a Ginástica serão úteis neste momento.

“Acredito que a principal habilidade que eu desenvolvi na ginástica que vai me ajudar na São Silvestre é a resiliência. Estou tendo que trabalhar, lutar e me preparar bem. Além da resiliência, acho que condicionamento físico, que nós atletas de elite temos, também vai ser fundamental”, opinou Leonardo Souza.

O diretor da Prevent Senior/NewOn, Álvaro Razuk, também irá marcar presença no pelotão liderado por Marilson dos Santos. O médico é mais um animado com a prova.

“Dia 31 vai se realizar mais uma prova da São Silvestre. Vai ser a primeira desde o início da pandemia. Essa é a mais clássica corrida de rua do Brasil, conta com vários estrangeiros, e a expectativa é muito grande. E o mais legal é que Marilson Gomes dos Santos, o último brasileiro a ganhar, único representante do nosso País a ser tricampeão na fase internacional da prova, volta a correr. Desta vez ele não vem para competir, mas para se divertir junto da esposa e de um grupo de corredores que conta com atletas da ginástica, corredores de carro e outros amadores”, concluiu Álvaro Razuk.

Mayra Ventura, head de esporte da Prevent Senior/NewOn, também está empolgada com as atividades previstas para o último dia do ano. “O que mais me anima neste projeto é poder levar à São Silvestre uma equipe múlti, como atletas de outras modalidades e amadores, correndo e se divertindo juntos. O incentivo que um pode dar ao outro nos trechos mais difíceis do percurso será muito importante. O esporte tem nos proporcionado experiências incríveis”.

 

 

Leia também...
19.03.2022

Software emitirá alerta sempre que seja feita uma prescrição médica que contenha substância proibida pela Agência Mundial Antidoping

06.12.2021

Trabalho em equipe será focado no objetivo de dar segurança, performance e longevidade a carreira do atleta

06.07.2021

Teste adicional, de antígeno, será realizado no dia do embarque a Tóquio

01.07.2021

Teste adicional, de antígeno, será realizado no dia do embarque a Tóquio