Brasil compete ao lado de cinco finalistas olímpicos em Pesaro

02.06.2022  |    204 visualizações

Depois de ficar perto do pódio em Portimão, conjunto brasileiro foca na execução para melhorar resultados

Da Redação (SP) - Depois de um início de temporada competitiva bastante promissor, na etapa de Portimão da Copa do Mundo de Ginástica Rítmica, em Portugal, a Seleção Brasileira de Conjunto se exibe num evento ainda mais atraente, a etapa de Pesaro. Nessa bela cidade italiana, à beira do Mar Adriático, estarão presentes nada menos do que cinco finalistas da última edição dos Jogos Olímpicos: Bulgária, Itália, China, Ucrânia e Japão – os dois primeiros conquistaram medalhas de ouro e bronze em Tóquio. Cabe lembrar que em Pesaro estarão presentes também cinco dos finalistas do último Mundial na série de cinco bolas – entre eles, o Brasil. Nesta sexta-feira serão disputadas as qualificações das duas séries, na Arena Adriática.

O conjunto brasileiro vai se apresentar com a confiança em alta, depois de ter se avizinhado do pódio em Portugal. Na série mista, o grupo liderado pela treinadora Camila Ferezin ficou em quarto lugar; na de cinco arcos, obteve a quinta posição.

“O que eu mais gostei em Portimão foi ver que o Brasil conseguiu passar uma boa impressão para os árbitros e amantes da GR. É muito bom ouvir tantos elogios em relação às nossas novas coreografias. Nossas notas de artístico estiveram entre as melhores da competição. Isso é muito motivador e nos sinaliza que estamos no caminho certo. Errar agora faz parte do processo. A cada competição, vamos melhorando a execução. Consequentemente, as notas sairão cada vez melhores”, disse Camila.

A treinadora destacou que todas as equipes estão buscando evolução, procurando limar erros para melhorar as notas. “A competição em Pesaro certamente será muito mais forte do que a de Portimão. Com as mudanças das regras do código, o que se soma ao fato de estarmos trabalhando em cima de coreografias novas, a maioria dos grupos ainda apresenta algumas falhas. Sendo assim, é muito importante ter uma boa execução neste momento para se conseguir uma boa classificação. Tivemos um claro exemplo em Portimão, no sentido de que, cada vez mais, o grupo que cumprir os exercícios das séries sem falhas estará bem perto de um grande resultado”.

Todas essas considerações são feitas sem deixar de se ter em mente que o próximo grande objetivo do grupo será o Campeonato Pan-Americano, programado para julho, no Rio. “Estamos ainda em fase de preparação para a nossa competição-alvo, que será no primeiro semestre, o Campeonato Pan-Americano. E no segundo semestre teremos o Campeonato Mundial (em Sófia). Fazem parte do contexto os erros acontecerem nessas primeiras competições. Em Portimão, todos os países já haviam competido, menos o Brasil, e isso fez toda a diferença. Nossa meta agora é cravar as séries e fazer tudo aquilo que estamos trabalhando no dia a dia dos treinamentos”, resume Camila.

 

SELEÇÃO BRASILEIRA DE CONJUNTO

Ginastas:

Bárbara Galvão

Beatriz Linhares

Deborah Medrado

Giovanna Oliveira Silva

Maria Eduarda Arakaki

Nicole Pircio

Treinadora: Camila Ferezin Resende

Assistente Técnica: Bruna Martins Rosa

 

 

Leia também...
28.06.2022

Atletas da ginástica rítmica e da ginástica artística prestigiaram o evento na arena

27.06.2022

Acompanhe ao vivo no Canal Olímpico do Brasil

27.06.2022

Nesta segunda-feira rolaram as classificatórias do trampolim sincronizado e do duplo-mini-trampolim

27.06.2022

No masculino, Lucas Junio Tobias e Gabriel Miranda também alcançam a final